Revista Práxis

Revista PráxisPrezados/as colegas teólogos/as,

A equipe editorial da Práxis Evangélica – Revista da Faculdade Teológica Sul Americana –, versão impressa, ISSN: 1677-9878, convida a comunidade acadêmica a submeter artigos e resenhas originais para as seguintes edições:

Edição número 29, dez. 2017 – Dossiê: “500 anos da Reforma Protestante: balanço e perspectivas” (prazo para submissão: de 01/07/2017 a 31/08/2017)

Edição número 30, jul. 2018 – Temática livre (prazo para submissão: de 15/01/2018 a 30/04/2018).

As submissões deverão ser feitas para o email: jonathan@ftsa.edu.br

Atenciosamente,
Jonathan Menezes
Editor da Revista Práxis Evangélica

 

 

 

Instruções para Encaminhamento de Textos:

1. A Revista Práxis Evangélica visa contribuir com a prática cotidiana da missão e ministérios cristãos e com a reflexão teológica e acadêmica em geral, priorizando temas relacionados à Teologia Prática, em sua vocação de construir pontes entre a prática missionária e ministerial da Igreja e dos cristãos, a reflexão teológica e as ciências em geral, especialmente as ciências humanas, em seu esforço por compreender a condição humana e a realidade em que vivem as sociedades.

2. Contribuições originais que se encaixem no perfil da revista podem ser enviadas para avaliação do Conselho Editorial através do endereço eletrônico: jzabatiero@ftsa.edu.br, exclusivamente nos formatos DOC ou RTF.

3. As contribuições podem assumir a forma de artigo (entre 5.000 e 10.000 palavras) ou resenha (entre 1.500 e 2.500 palavras), preferencialmente em português, ainda que também sejam aceitos textos em espanhol.

4. O simples envio de uma contribuição original implica na autorização do(a) autor(a) para a publicação da mesma, e também que este(a) assume quaisquer responsabilidades cabíveis pelo conteúdo do artigo ou resenha.

5. O simples envio de uma contribuição original não implica, necessariamente, em sua publicação. Só será publicada se: (a) adequar-se aos padrões acadêmicos e perfil da revista; (b) for aprovada após avaliação e parecer do corpo técnico da revista.

6. Autores de artigos recebem, como cortesia, cinco exemplares do número correspondente, e autores de resenhas recebem dois exemplares.

7. Nos artigos/resenhas devem constar:

7.1. Breve resumo biográfico constando nome completo do(a) autor(a), titulações, instituição(ões) à qual esteja ligado(a), em nota de rodapé.

7.2. No caso de artigos, resumo e abstract (máximo de 100 palavras) e 3 a 5 palavras-chave (e suas equivalentes keywords em inglês).

8. Os artigos e resenhas, quanto à sua formatação, devem seguir as diretrizes da ABNT. Algumas instruções específicas:

8.1. O texto deverá ser digitado em página A4, espaçamento 1,5 (um vírgula cinco), margens esquerdo-direito de 3 (três) cm e superior-inferior de 2,5 (dois vírgula cinco) cm, recuo de 1 (um) cm, letra Times New Roman, corpo 12 (doze) e as citações endentadas e notas de rodapé na mesma letra, em corpo 10 (dez).

8.2. Os títulos e subtítulos devem ser numerados com algarismos arábicos (respectivamente, na forma 1. e 1.1.), sendo desnecessária qualquer outra formatação (negrito, itálico, etc.);

8.3. As citações devem seguir o padrão autor-data. Exemplo (Moltmann, 2002, p. 51).

8.4. As notas de rodapé devem ser utilizadas apenas com a finalidade de explicação de termos, conceitos, etc.

8.5. A bibliografia deve trazer apenas os livros citados ao longo do texto, conforme o seguinte modelo:

8.5.1. Para livros: MAFFESOLI, Michel. O tempo retorna. Formas elementares da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

8.5.2. Para capítulos de livros: MENEZES, Jonathan. Uma igreja com os pés no presente e os olhos no futuro: In: BARRO, A. C.; KOHL, M. A igreja do futuro. Londrina: Descoberta Editora, 2011, pp. 289-295.

8.5.3. Para artigos de periódicos: STAM, Juan. CLADE V e o futuro da FTL. In: Práxis Evangélica, nº 21/2013, pp. 67-74.

8.5.4. Para artigos da internet: LEMLE, Marina. Educação contra a exclusão digital. Disponível em: . Acesso em Fev de 2010.

8.6. Ênfases do texto: Utilizar apenas o itálico. Nada em negrito, sublinhado ou entre aspas.

8.7. As referências de citações de textos bíblicos devem seguir o seguinte padrão: (Lc. 15.20).

9. Todas as tabelas, figuras e gráficos devem ser apresentados em branco e preto, próximos ao texto a que se referem, numerados com algarismos arábicos e seguidos de um pequeno título, sempre em formato compatível com o MS Office.

10. No caso de textos publicados em espanhol, seguiremos a formatação apresentada pelo(a) autor(a).

 

Compre aqui os números da Revista Práxis Evangélica